SOBRE O GRUPO TEXTO LIVRE

O grupo Texto Livre atua principalmente em duas frentes: o desenvolvimento de software livre educacional e a produção de eventos promovendo o debate de questões relacionadas direta ou indiretamente à cultura livre. Esse foco é produto de uma jornada que, em 6 de julho de 2013, completa 7 anos. Desde o início, o tripé que define a universidade brasileira foi também o tripé da existência do grupo: foi a pesquisa científica quem nos conduziu ao mundo do software livre, foi o ensino universitário quem trouxe a documentação em software livre como tema urgente e necessário de todas as atividades e são eventos acadêmicos, sinônimo de extensão universitária, as janelas abertas pelo Texto Livre para a criação do ambiente propício à troca e ao debate entre uma variedade de comunidades: de pesquisadores, de software livre, de professores, de estudantes, de usuários de internet e de entusiastas em todos esses meios.

Atualmente o Grupo Texto Livre possui existência formal no ambiente acadêmico: é um grupo de pesquisa registrado no CNPq, um Programa de Extensão registrado no SIEX pela UFMG e possui como sede o Laboratório SEMIOTEC de Semiótica e Tecnologia, instalado na FALE/UFMG e responsável, dentre outras coisas, pelas cooperações interinstitucionais de pesquisa e pelo parque tecnológico do grupo. Associado à Associação Software Livre.Org, atua na organização do GT de Educação do Fórum Internacional de Software Livre, Fórum em que sempre marcou presença, desde 2006, e tem fortes vínculos com diferentes comunidades de Software Livre, dentre as quais podemos citar, a título de exemplo, o SLEducacional, o CoGrOO (corretor Gramatical do LibreOffice), o Pandorga Linux e a revista Espírito Livre.

O Texto Livre é uma comunidade pequena, mas o número de participantes destes eventos online já atingiu dezenas de milhares de pessoas nesses 7 anos de existência e a quantidade de softwares livres educacionais desenvolvidos é tamanha que foi necessário, em diferentes momentos da história do grupo, reorganizar seu modus operandis e a relação da direção, a qual surgiu naturalmente no decorrer dos anos, com o próprio grupo.


DIREÇÃO DO TEXTO LIVRE

A Direção do Texto Livre tem como principal propósito garantir a fidelidade aos princípios fundadores do grupo: liberdade, colaboratividade, compartilhamento e meritocracia ou, em termos práticos, fidelidade ao software livre e à cultura livre em ações voltadas à pesquisa científica e à educação. Atualmente o grupo conta com uma direção formada por cinco diretorias:

<-.-> Diretoria de Projetos -.- diretora Daniervelin Pereira: responsável pela manutenção dos projetos definidores do Texto Livre. São projetos que, por seu histórico de constância na relação com o grupo e tipo de produção atendem diretamente aos princípios fundadores do grupo, devendo-se destacar o uso educacional da documentação em software livre. Esta diretoria promove, também, o elo entre estes projetos e os eventos do grupo, buscando, sempre que possível, a colaboratividade entre projetos.

<-.-> Diretoria de Software -.- diretor Hugo Canalli: responsável pelo desenvolvimento dos softwares livres relacionados a projetos e eventos do grupo, alguns dos quais, por sua complexidade e alcance, consistem em projetos independentes. Também é responsável pelo parque tecnológico do grupo. Todos os desenvolvedores do Grupo Texto Livre trabalham sob esta diretoria, a qual busca, dentre outras coisas, promover um modelo meritocrático de desenvolvimento que estimule a proatividade e a criatividade dos seus membros. A licença utilizada é a GPL.

<-.-> Diretoria de Comunidades -.- diretora Adelma Araújo: responsável pelas comunidades parceiras que colaboram em projetos e eventos do grupo Texto Livre. O Grupo é parceiro de diversas comunidades de software livre e educação, mas o que define as comunidades aqui alocadas é o comprometimento com o apoio ao Texto Livre, sem prejuízo de sua autonomia. A Diretoria de Comunidades é responsável por manter o elo entre as comunidades parceiras e as atividades do grupo, mantendo um canal aberto e de mão dupla entre o grupo e as comunidades, tendo em vista o fortalecimento mútuo.

<-.-> Diretoria Institucional -.- diretora Ana Matte: responsável pelas ações acadêmicas do grupo, a maioria das quais sujeita a normas institucionais externas, geridas pela UFMG (sede do grupo) e pelas agências de fomento à pesquisa. Abarca a coordenação do Laboratório SEMIOTEC, a revista Texto Livre: Linguagem e Tecnologia, a instância acadêmica dos eventos e projetos do grupo (pelo registro no SIEX), o registro do grupo de pesquisa e seus membros no CNPq e a organização de parceria interinstitucionais. É responsável pela obtenção e gerenciamento de verba por meio de editais junto a Agências de Fomento; assim, faz parte de sua competência administrar o reconhecimento científico do grupo e, em virtude disso, é a Diretoria responsável pela organização da Direção do Texto Livre e pela relação do grupo com as comunidades acadêmicas e institucionais.

<-.-> Diretoria de Comunicação -.- diretora Elizabeth Guzzo: responsável pela agenda de eventos do grupo Texto Livre: o EVIDOSOL/CILTEC-Online, o STIS e o UEADSL, cada qual coordenado por um ou dois membros da Direção do Texto Livre e é caracterizado pelo nível científico da proposta. Além destes, esta Diretoria cuida que os outros eventos com os quais o grupo Texto Livre colabora diretamente (como o GT Educação do FISL e o WTA) possam encaixar-se nessa agenda. Também é responsável pelas listas de e-mail do grupo e divulgação das atividades das outras diretorias.


PROJETOS DO TEXTO LIVRE

COORDENADORA: Daniervelin Pereira

Português Livre [Daniervelin Pereira]

Gramática Online [Ana Cristina Fricke Matte]

Espanhol Livre [Elizabeth Guzzo de Almeida]

•Formação de professores [Adelma Araújo]

 

SOFTWARES DO TEXTO LIVRE

COORDENADOR: Hugo Leonardo Canalli

 

COMUNIDADES PARCEIRAS DO TEXTO LIVRE

DIRETORA TEMPORÁRIA: Ana Matte (até a defesa da tese da Adelma)

 

COLABORADORES (AQUI)